Marknet Itens
Como calcular a curva ABC

Entenda como calcular a curva ABC para fazer a gestão correta de estoque do seu e-commerce e ganhar competitividade!

 

A curva ABC é uma importante ferramenta para fazer a gestão do estoque no e-commerce. Afinal, ela permite identificar os produtos com mais e menos saída e, assim, facilitar a previsão de vendas para que as novas compras sejam realizadas.

Tenha em mente que manter o estoque em equilíbrio é vital para que o negócio seja lucrativo e não perca oportunidades. Portanto, esta é uma tarefa que precisa ser priorizada nas estratégias da empresa.

De forma geral, a curva ABC separa os produtos do seu e-commerce em 3 grupos:

 

  • Grupo A: aqueles com a maior prioridade. Estima-se que apenas 20% dos produtos da sua empresa correspondam a 80% do faturamento.
  • Grupo B: itens de demanda e atenção intermediária, mas ainda valiosos. Eles costumam representar 30% dos itens do seu estoque e 15% do valor do faturamento.
  • Grupo C: itens de baixa prioridade, uma vez que seu impacto na empresa é menor. Normalmente, eles correspondem a 5% do faturamento e estão distribuídos em 50% da mercadoria.

 

Como calcular a curva ABC

Agora que você já sabe o que é curva ABC, é chegado o momento de aprender a usá-la na prática para aumentar a eficiência do seu estoque.

Vale dizer que a curva ABC é um método quantitativo. Por isso, a classificação dos itens parte de dados e contas, e não de achismos ou intuições.

 

 

manual de como ter um ecommerce b2b de sucessopsd

 

1 – Listagem dos produtos

O primeiro passo, portanto, é listar todos os itens vendidos em seu e-commerce e que você precisa ter em estoque.

Aqui, é fundamental apontar também o preço por unidade, a quantidade em estoque, o valor total dos itens e o descritivo de cada um deles.

 

2 – Reorganização do valor total

Feito isso, você deverá reorganizar todos os produtos em uma lista que exiba aqueles de valor maior total no topo e os de valores menores nas linhas de baixo.

Imagine, então, que o seu estoque está composto da seguinte maneira:

 

10 itens A com valor unitário R$ 100,00

20 itens B com valor unitário R$ 80,00

70 itens C com valor unitário R$ 50,00

5 itens D com valor unitário R$ 300,00

 

Após a nova organização, eles deverão ficar da seguinte maneira:

 

Itens C: R$ 3.500,00

Itens B: R$ 1.600,00

Itens D: R$ 1.500,00

Itens A: R$ 1.000,00

 

3 – Cálculo do valor acumulado

Agora, você vai usar a lista criada acima para calcular o valor acumulado do seu estoque. Para isso, você vai somar o valor total de cada item ao valor total da linha de cima.

Usando o mesmo exemplo, ficaria desta maneira:

 

Itens C: R$ 3.500,00 (como é o primeiro item, não há soma)

Itens B: R$ 5.100,00 (1.600 + 3.500 = 5.100)

Itens D: R$ 6.600,00 (1.500 + 5.100 = 6.600)

Itens A: R$ 7.600,00 (1.000 + 6.600 = 7.600)

 

4 – Cálculo das porcentagens

Agora, considere a última linha como o valor total do seu estoque. Em nosso exemplo, este valor seria os R$ 7.600,00, o valor acumulado dos itens A.

As porcentagens, portanto, serão calculadas com base no valor total acumulado dos itens A. Ficando assim:

 

Itens C: 46,05% (3.500 / 7.600 * 100)

Itens B: 67,10%

Itens D: 86,84%

Itens A: 100%

 

5 – Defina a curva ABC

Com os valores obtidos, você vai classificar os itens entre os grupos da curva ABC.

No exemplo, teríamos os itens C e B no grupo A, os itens D no grupo B e os itens A no grupo C.

 

Quer entender melhor como a Curva ABC e este cálculo vai ajudá-lo a organizar o seu estoque? Não deixe de ler o artigo O que é curva ABC e qual a sua importância e complemente os seus conhecimentos sobre o tema!

Tags: